quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

nervosis(mô)

Dias sem nos vermos e você nessa sua bipolaridade atormentadora de pensamentos alheios. Ou melhor: dos pensamentos de quem gosta de você, ou pelo menos de quem acha que gosta. Você me conforma de que posso ficar despreocupada, confiando em você, mesmo após palavras de extrema dúvida. Porém, não sei por quê você me passa segurança! Acho que isso é bom. Espero mesmo que seja. Você me dizer que quer falar algo sério comigo, algo 'sério mesmo' na próxima vez que nos vermos é de se arrepiar! Se você fosse um pouquinho mais transparente eu não estaria tão confusa sobre o assunto tão sério, que você quer falar comigo! Mas talvez eu também não gostasse tanto de você se fosse assim... Você tocou no meu ponto fraco: a ansiedade! Essa ansiedade que me faz atropelar tudo, e acaba me trazendo só transtornos. Quero muito saber o que tem de tão importante. Se isso irá mudar nossas vidas, ou minha vida, pra melhor ou pra pior. Se você vai acabar tudo o que temos e criamos, ou vai tornar tudo isso mais oficial com um grande pedido. Eu e minhas indagações vamos ficar sonhando, durante nossas noites de sono até quando você resolver aparecer, e conversarmos pra acabar com esses meus questionamentos. Só quero que se for pra ruim, que postergue mais o quanto der e puder, pois não estou preparada pra te perder, pra não te ter mais em minha vida, pra não contar mais com você, pra não te sentir mais... Mas que se pra bom venha, venha na hora que você estiver o mais confortável, satisfeito e disposto possível pra engatarmos, cada vez mais, os nossos sentimentos, nossos momentos juntos, nosso prévio amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails