sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

eterno&ternura

Já passaram algumas pessoas pela minha vida, mas poucas conseguiram levar minha adrenalina ao vigor; e a cada instante que eu penso em como o tempo esta passando rápido e como cada sensação ainda posso descobrir, cada lágrima que ainda posso produzir, vou me deixando mais suscetível. 
Desde pequena fazemos planos de como queremos ser, e que iremos trabalhar mas tudo isso baseado no amor: 'Tem que se sentir bem a vontade, amar-se pra usar essa roupa', ou 'tem que se ter amor pela profissão que escolher', ou 'tem que se ter amor por seus familiares e amigos, que te amam também'.. Então, inúmeras vezes esse sentimento que rege tudo a nossa volta, por mais que talvez queiramos mantê-lo afastado, participa ativamente de nossas vidas. Tenho pensado bastante sobre esse 'Deus' de nossos corações, que é onipresente, que move a fé de muitas pessoas: o puro e simples Amor; mas eu acho que devo jogar todos os planos de criança fora e renová-los com itens nos quais eu tenha que mover-me para que ele aconteça, porque não podemos controlar o Amor. Apenas temos que ser responsáveis por vivê-lo, senti-lo e deixá-lo entrar. Assim, eu apenas quero..

''Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure'.
                                                                                     (Vinícius de Morais)

2 comentários:

  1. Oi Bruna, querida, faz mó tempo que não te visito, desculpe-me!

    Mas sabe, que temos que sempre viver a vida pensando no amanhã, e desejando ter amor pelas coisas e que tmb sejamos amadas, como pessoas, profissionais e etc.

    Beijos querida, saudade daqui*

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente Tati, disse tudo! O amor é uma coisa totalmente necessária!
    E que bom que você conseguiu arranjar um tempinho pra visitar o Hiding!Fica a vontade, volte sempre, lindinha! :D
    beeijos.

    bru

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails