quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

nervosis(mô)

Dias sem nos vermos e você nessa sua bipolaridade atormentadora de pensamentos alheios. Ou melhor: dos pensamentos de quem gosta de você, ou pelo menos de quem acha que gosta. Você me conforma de que posso ficar despreocupada, confiando em você, mesmo após palavras de extrema dúvida. Porém, não sei por quê você me passa segurança! Acho que isso é bom. Espero mesmo que seja. Você me dizer que quer falar algo sério comigo, algo 'sério mesmo' na próxima vez que nos vermos é de se arrepiar! Se você fosse um pouquinho mais transparente eu não estaria tão confusa sobre o assunto tão sério, que você quer falar comigo! Mas talvez eu também não gostasse tanto de você se fosse assim... Você tocou no meu ponto fraco: a ansiedade! Essa ansiedade que me faz atropelar tudo, e acaba me trazendo só transtornos. Quero muito saber o que tem de tão importante. Se isso irá mudar nossas vidas, ou minha vida, pra melhor ou pra pior. Se você vai acabar tudo o que temos e criamos, ou vai tornar tudo isso mais oficial com um grande pedido. Eu e minhas indagações vamos ficar sonhando, durante nossas noites de sono até quando você resolver aparecer, e conversarmos pra acabar com esses meus questionamentos. Só quero que se for pra ruim, que postergue mais o quanto der e puder, pois não estou preparada pra te perder, pra não te ter mais em minha vida, pra não contar mais com você, pra não te sentir mais... Mas que se pra bom venha, venha na hora que você estiver o mais confortável, satisfeito e disposto possível pra engatarmos, cada vez mais, os nossos sentimentos, nossos momentos juntos, nosso prévio amor.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

22/12/2011 - 02 meses

Parece que tudo não está a nosso favor, que tudo não vem nas nossas mãos por algum motivo. Por ser um dos piores dias da minha vida, ou um dos bons. Um dia importante, um dia triste, que deveria ter sido feliz. Mas há males que vem pra bem.. E por ser dois meses não me trouxe sorte pelo dia. O que eu tenho feito de errado?O que eu fiz de errado? Deve haver um bom motivo pra tanta crueldade e dor designada a mim. O dia que deveria comemorar dois meses com você, recebo uma noticia que mudara meu destino. Tudo continua bem, estou bem melhor agora. Conformada. Mas agora uma vida nova me aguarda. Na espera de uma resposta pra onde eu irei. Um colegio novo, uma vida nova, uma saudade imensa nova. Porém, foi o que prepararam pra mim. Só me resta esperar, porque com você tá otimo, mas com a vida, nem tanto. 

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

seu anel

 Escrevendo hoje sobre o sábado maravilhoso, após as infernais duas semanas sem tê-lo por perto. O reencontro esperado, mesmo estando os dois cansados da rotina, conseguimos melhorar o meu estresse e o seu mau humor somente por estarmos juntos, nos vendo, brincando, sorrindo... A saudade era tanta, tínhamos tantas coisas pra contar, pra compensar essas enormes duas semanas. Eu só queria te ouvir, te abraçar, te beijar. E mais uma vez o filme não vimos, mas tiveram outras balinhas de goma coloridas, e seu olhar fixo pra mim, me fazia não querer mais nada, não prestar atenção em mais nada. O que esperar desse cara? Cada vez me surpreendo com coisas fofas que você diz, com o seu jeito de agir e de me fazer bem e com a minha falta de credulice em como você poderia  me fazer feliz no passado, mas que agora vejo-me mais feliz do que com qualquer outro. E nas nossas brincadeiras intermináveis e tão nossas, fico com o seu anel. Praticamente forçado a não tirar do meu dedo, pois me traz cada lembrança maravilhosa, a todo instante, de você. A cada vez que o olho, me vem um sorriso bobo e bem formado no rosto, e se ele está sendo bem cuidado, meu bem? Com certeza está. Está sofrendo cada sensação que você proporcionou ao meu coração. Se você pergunta se são boas, respondo que são as melhores possíveis, dentro desse 1 mês e 14 dias, até hj.. e aumentando..

sem você/com você

Duas semanas sem nos vermos, por que você está doentinho, mas o mais incrível é que não parei de pensar em você, não me fiz capaz de suportar ficar longe de forma tranquila, ainda mais por saber que você estava doente. Te ligava todos os dias, e quando não conseguia falar com você, conversava com a sua mãe, preocupada com a sua situação. E cada dia mais me vejo entrelaçada a você. Cada dia desse martírio fui tentando me ocupar de varias atividades, mas impressionantemente sempre acaba acontecendo o assunto 'você'. Eu duas semanas seguidas de prova no colégio, e duas semanas sem você. Sem você? impossível. Tinha você em minha cabeça o tempo todo, a cada noite mau dormida preocupada com a vida, com o seu estado... você conseguiu se tornar parte da minha vida tão rápido, que quase não consigo ver o quanto você é irrelevante pra mim. Cogito sempre sua melhora, a hora de você estar comigo de novo ao vivo, sem ser por palavras e brincadeiras trocadas pelo celular. Quero você bem logo. Quero você comigo bem logo!    

até minha gata você conquistou!

Tudo correndo bem. Como é normal pensando, lembrando domingo que tivemos, de tudo em você durante a semana. Até que combinamos de você vir pra minha casa, ver um filme e tudo bem. Sábado chegou, e eu esperando você aqui, comprei um monte de coisas gostosas pra gente, aluguei um filme de terror porque a gente gosta, e você chega, e tudo conseguiu ser diferente de como eu imaginava, conseguiu superar! Essa sua maneira de me levar, de fazer tudo do jeito que gosto, sem precisar me perguntar. Tudo em você tem conseguido me satisfazer de uma forma inacreditável. Foi tudo tão rápido e ao mesmo tempo, tão cauteloso e bom.. não consigo me entender, como consegui não te dar uma chance no passado. Sei que era porque outro, mesmo sendo desmerecedor, estava no meu coração, mas o arrependimento de não termos ficado juntos antes, sempre passa pela minha cabeça, mas também me dá maiores forças, pra continuar mantendo tudo isso dando certo, sendo tão intenso, que não cabe mais em minhas mãos direito! E mais um final de semana com você, foi me surpreendendo, me conquistando. O filme de terror juntinhos que a gente não viu, as balinhas de goma de banana e chocolate sendo repartidos, dado na boca; a gente dançando na minha sala, os seus carinhos, a paixão da minha gata por você, seus olhares e sorrisos pra mim, tudo! Como não se debruçar totalmente sobre isso? Mais um dia de madrugada comigo, até umas 2 da manhã chuvosa, porque quem quer se largar diante disso tudo ?  

pra te ver

A semana inteira foi de pensamentos, palavras e sorrisos, basicamente ligados a você, os que não eram, não eram relevantes. Contagem pra ouvir sua voz, pra te ver. Porém com o aniversário da minha tia, tudo parecia não funcionar pra que nos vessemos no final de semana seguinte, mas quem suportaria? Então combinamos depois do aniversário da minha tia, onde eu contava cada segundo, pra achar uma forma de sair de lá, pra te encontrar.. E quando deu a devida hora de nos encontrarmos, ainda tinha o empecilho de um engarrafamento no pequeno espaço de distância entre nós. Mas tudo ocorreu bem, nos encontramos e viemos andando até a minha casa, onde ele veio a primeira vez, morrendo de vergonha, mas a minha mãe nem estava em casa, até alguns minutos depois quando ela chegou, eles se conheceram e foi incrível, mesmo vendo as bochechas dele ficando coradas rapidamente. Ficamos na sala juntinhos, mas dessa vez, por ser domingo, somente até as 22hs, pois tínhamos aula no dia seguinte, mas foi maravilhosos do mesmo jeito, mesmo tendo que nos separar sem querermos. 

enem lindo!

Acabando com  as minhas forças o Enem de sábado, porém um surto de adrenalina pousou em mim, onde ele havia me chamado pra sair. Ele me liga, marcamos, e o filme? Fomos ao cinema, e não sabíamos o que falar, mas ao mesmo tempo sabíamos tudo. O filme começou e rimos juntos, brincamos.. até que a gente e aproximou, e fomos ficando cada vez mais juntinhos, mais carinhosos e os beijos vieram pra completar os abraços. E juntos fomos comer, conversar... Veio me deixar em casa e então meu mundo parou, o tempo parou, meus olhos pararam só pra ele.. e até a madrugada do dia seguinte, brincadeiras, risos, beijos e abraços foram tomando-nos. Quem queria se despedir? Quem conseguiria parar de pensar em cada milésimo de segundo que passamos juntos? Quem conseguiria se largar. E o mais inesperado aconteceu. A mais surpreendente relação.. Quem poderia imaginar o tanto de química, física e fogos de artifícios que dali viriam? E até  4 am juntos, tendo uma segunda prova gigantesca como nosso inimigo, mas quem se importaria, quem lembraria naquele momento disso.. Só sabíamos lembrar de nos beijarmos a cada suspiro que dávamos! Mas tínhamos que ir dormir, e não juntos fisicamente, mas com certeza pelos sonhos alcançávamos um ao outro, não importando a distância entre nossas camas e acordar no mesmo dia pra fazer o dito vestibular com o maior bom humor do mundo.  

nem tudo que e ruim, é ruim por inteiro.

Impressionante como as pessoas conseguem se magoar em poucos segundos... Mas porque eu ainda estava  me enganando em poços de esperanças, que já deveriam ter secado. Então eu resolvi, em mais alguns segundos depois, tomar controle das minhas atitudes. Enxuguei as lágrimas tão rápido como se fossem falsas, e simplesmente apareceu. O atraente, porém jamais olhado com outros olhos, surgiu, e a minha coragem de dar um passo a diante, diante de você também apareceu, e assim tudo se sucedeu. Aos poucos as coisas foram tomando rumo desejado e maravilhoso, e em alguns segundos mais, já tinha ocupado minha mente com o novo! E agora parece que um tsunami resgatou as águas dos meus poços de esperança. E a gente marca de sair. E tudo no meio de um final de semana de tempos contados, vestibular armado contra o nosso exército. Porém a gente, vai se encontrar! 

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

um passo adiante

Depois de algumas certas decepções e enjoada de tanto me mal tratar, acho que o melhor que eu pudia fazer era recomeçar e deixar pra traz algumas dessas minhas escolhas, mesmo que eu não me arrependa delas e ainda encontre, idiotamente uma certa esperança nelas. Precisava mudar, precisava encontrar alguma forma de me sentir viva, parte de alguma coisa. Tentar achar algo que me faça ser valiosa. Contei na mentira, mas contei. Pra não me restar nenhum vestígio. Estando com um falei de outro, mas era o jeito. Pra conseguir começar bem tinha que me segurar, até eu entender o que eu tenho feito de errado. Não posso ser tao fria quanto ao que vivi, mas posso ser um tanto despreocupada, pra poder seguir em frente e dar a chance a quem talvez mereça. Não sei se vai dar certo, mas to indo na despreocupação, pra não me machucar de novo. Espero que tudo que eu fiz valha a pena. Eu mereço isso.. e eu curti isso. Vamos esperar as cenas dos proximos capitulos.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

o inevitável

Tudo em você me encantou de um jeito rápido e sorrateiramente foi me levando. Já tava na hora talvez, mas o máximo que consegui controlar foram alguns drinks e tentar passar o máximo de confiança e controle sobre a situação.. Você foi me ganhando aos poucos e ao mesmo tempo tão rápido que quando vi já estava onde você queria que eu estivesse. Talvez precipitamente, mas não consigo me arrepender totalmente, por toda aquela situação, que parecia por horas, orquestrada. E você foi me tomando, me fazendo agir de uma forma na qual eu jamais me vi posicionada. Mas foi tão intenso, que você me domou direitinho. O seu manipular me fez ficar mais preguiada em você. Só depois fui analisar, que era obvio o final. Que tudo o que você fez teve um motivo forte, mas tão banal pra você, e que pra mim significou tanto. Não consigo me arrepender totalmente. Mas abdiquei de vários princípios, pondo em risco muitas coisas valiosíssimas pra mim, pra você agir assim. Não sei qual o seu real ponto de vista sobre isso tudo, mas o que você atualmente me passa, me entristece. No fundo eu imaginava. Mas de uma forma surreal e fora do normal pra mim, não fui racional, nem meticulosa e agora, me vejo nessa situação. Coloquei muita coisa em risco, e hoje fico na corda bamba, pensando no que será que eu faço e como eu faço. E ao mesmo tempo que vejo descaso seu, não consigo deixar de lado. Sempre procurarei-o tentando fazer dar certo, pra que no minimo as coisas fiquem mais arranjadas pra mim e corretas e esse certo 'peso na consciência' suma de vez e me deixe seguir a vida normalmente, apenas com a linda lembrança ao menos, se eu estiver mesma certa sobre seus atuais pontos de vista. Corro sérios riscos, é eminente, mas o arrependimento não me toma por completo, porque foi uma grande experiencia. Não consigo não deixar de agradece-lo, pelo menos por isso. Mas por tudo .. fico desapontada.

tenho me enganado

Depois de tanto sofrimento e banhos de água fria, fui forçada a voltar ao meu papel antigo de melhor amiga sem qualquer interesse, antes que mais feridas e viagens da minha cabeça, dominassem-me e levassem tudo o que eu havia construído, aprendido e resistido. Tentando achar um outro alguém que fizesse destilar meus planos, intensões e decepções. Até que apareceu. Acreditei que fosse o melhor que pudesse ter acontecido e que estava dando certo. Me entreguei fácil, suscetível depois da decepção que você me causou. Não me arrependo completamente do que fiz, já que foi no momento e eu curti. Mas o fato de não ter dado certo e ter me sentido um tanto desvalorizada, me fez voltar desanimada com o amor. Descrédula no achar alguém que eu me interesse e que se interesse por mim .. Até que você com algumas palavras, me deixa pensativa sobre o que acha de nós. Porém, não posso cometer o mesmo erro de antes. Não vou ficar vendo coisa onde talvez não exista. Enquanto eu não tiver completa certeza de que o que sente por mim se tornou evidente, não agirei. Continuarei em meu papel de melhor amiga, fofa que nunca rolará interesse entre nós. Forçando meu coração a resistir te arrancar um beijo, te arrancar uma chance. Conclusões que tomo, após meses é que ainda não te esqueci. Você participa ativamente da minha vida; não consigo nem imaginar e nem cogitar a possibilidade de me afastar um pouco pra tentar esquece-lo. Você ainda meche comigo, mas fui forte o bastante pra suportar e supostamente esquece-lo da primeira vez, serei mais forte ainda pra tentar não demonstrar todos os seus efeitos em mim mais uma vez, até que você me mostre quais dessa vez, sejam seus reais interesses. Preciso da certeza e não mais de suposições ou achismos de minhas amigas sobre seus interesses, ou negações e apoio de seus amigos. Preciso ouvir você, só de você!

terça-feira, 19 de julho de 2011

indulge

Enquanto eu vou torturando-me por achar que a esperança ainda flameja, me deleito por seus carinhos, seus sorrisos, seus olhares.. o que transforma qualquer momento tumultuado e barulhento em somente seu. Cada pensamento, cada corpo, tem-se você impregnado, legitimamente tomado por seu cheiro, voz e presença. Toda a amizade lindamente posicionada que temos, canaliza-se por singelos momentos que passamos juntos, ou talvez não tão singelos assim pra mim. Rimos como bobos, sem nos preocupar se os outros entenderam ou não, só interessa o nosso saber, o nosso entender. Você age de forma que eu não consigo resistir a não consentir com isso, o máximo que tenho conseguido aguentar é me segurar pra não acariciá-lo também, não procurá-lo. Será que até quando eu aguento? Tudo o que você faz, me traz ainda mais pra você, indo contra a tudo o que eu planejo. Estou me envolvendo cada vez mais, o que eu não deveria, correndo risco da queda ser ainda maior.

você decorou meu manual ?

Cada dia que passa, mais confusa eu fico.. você sabe que eu gosto de você pelo o que você é e não por qualquer coisa...Já que sabe que eu gosto de você, por que faz as coisas que eu mais gosto!? Como sabe?! Adoro quando vemos filme juntos, agarradinhos trocando cafunés; e você meio que me pedindo carinho, mas ao mesmo tempo tão solidário a dá-lo a mim; com seus apertos de cintura extasiantes; suas brincadeirinhas com os dedos dos pés; sua cabecinha na minha barriga, nossos pés juntinhos; nossa preocupação se o outro esta confortável, capaz de ficarmos tortos pra o outro ficar bem; nossas guerrinhas fofas; suas mordidinhas; sua respiração; seu senso de humor; sua forma de me fazer bem; seu carisma;  o fato de você me levar pra todos os lugar e me apresentar a todos os seus conhecidos; o fato de nos entendermos; de coincidir nossos pensamentos; nossas brincadeiras idiotas mas que nos viramos de rir .. são tantos prós que vejo em você. Será que não estou cega de amores? porque quase não consigo ver seus defeitos, os que me lembro, são os que eu ouvi como alerta, mas logo me vem uma característica boa sua, que arremata meus olhos pra brilharem. Será que você tem isso sobre mim? No fundo eu acho que não, mas com todas as suas atitudes, me fizeram esquecer dos meus princípios e achismos e me concentrarem só nas coisa boas e no otimismo sobre nosso futuro juntos. Só me resta saber se devo abdicar do meu orgulho depois de tudo em prol de suprir o meu desejo de você.

presunçoso orgulho

Ouvi coisas sobre você que me entristeceram, mas ao mesmo tempo, vi que por alguns toques de amigos seus, que eu de alguma  forma conquistei-os e os tenho ao meu lado nessa história, referentes  a essas concepções suas, eu me destaquei. Tenho notado desde então, uma mudança no seu olhar sobre mim, sobre essa situação cabulosa, mas clichê, de dois melhores amigos, com uma apaixonada pelo outro.. Em meio a toda essa sanguessuga saga, que a cada vez que eu tento me destacar desse sentimento, mais formas diferentes e totalmente agradáveis para mim, você inventa, que me deixam fora de si por alguns minutos, até que o meu presunçoso orgulho vem a me lembrar, que preciso me valorizar, preciso me desvincular. A cada toque seu, por mais intenso e desejoso que seja, me forço a ser passiva a tudo isso! Você me toca, me abraça me morde e eu não faço nada em relação a isso, só me delicio ao te-lo junto a mim além de mentalmente. Depois de horas juntas com você, na volta venho desfibrilando em meus pensamentos todos os possiveis significados de suas atitudes, de suas palavras.. Devo ser uma bobona mesmo. Mesmo acreditando no não sentimento dele por mim, ainda penso, espero, torço pra que ele aja assim comigo, pra que um dia enfim, ele se de conta de que sou eu quem ele quer ao lado, não mais só como amiga, ou como os amigos dele disseram: 'dando valor' a ele.. Não sei se fico contente com essa mudança de postura dele. Eu to adorando, mas no fundo tenho fortes álibis de que ele gosta dessa situação e que não deve sentir o mesmo que sinto por ele.. Enquanto isso, mantenho-me firme e forte, soberana a seus toques e olhares!

terça-feira, 5 de julho de 2011

tendencia e pensamento de gorda não combinam com sofrimento

Ta sendo difícil me conformar, mas estou engajada a acreditar que não tem mais chance. Ta me corroendo por dentro, ou melhor esta me enchendo por dentro! Tenho que começar a parar de ficar nessa pseudo fossa e me valorizar, ficar linda, magra, gostosa, pra no minimo se não faze-lo se arrepender, me ajudar a curtir a vida e esquecer mais facilmente do cego que não me enxergou. Faz parte da vida sofrer, só não contava, que fosse por você, mas é isso.. vou tentar usar minhas forças pra fechar a boca, porque ele não pode fazer mais mal a mim. Além do meu coração, está afetando também minha auto estima? NO WAY, baby! Usar isso a favor de mim. Força! 

tentando me restruturar

Depois de sofrer, pedir por uma resposta, chorar e ouvir um 'vamos ver', apos várias atitudes contraditórias sobre seus reais interesses, vejo que o jeito é eu cair na real. Deixar pra lá, e seguir minha vida como antes por enquanto, sozinha, ou  como por muito tempo sozinha.. ué, fazer o que? não procuro, quando eu acho que a pessoa vale a pena, me surpreendo e tomo uma rasteira singela, mas tão amarga como qualquer outra. Talvez eu deva mesmo é aprender que eu fui feita pra ficar sozinha, não me entregar pra qualquer um, que quando vier o meu, é pra ser especial e ser O MEU e ai sim será perfeito. Serão poucos, mas serão de qualidade (eu espero). Então vou me desligar a partir de então de você, que não consegue ver que eu seria perfeita pra você, que em mim você teria tudo o que sempre quis.. Mas não irei ficar me lamentando, ao menos não aparentemente. Irei me afastar um pouco, por mais difícil que seja, mas talvez assim seja mais fácil pra mim te esquecer, ou mais fácil pra você perceber o que se passa em seu coração, sobre mim, ou talvez, sobre qualquer outra pessoa, outra circunstancia. Até porque, imagino quais sejam os seus contras a essa relação, talvez com esse meu desligamento de sua vida, tudo fique mais claro. Então desculpe-me a grosseria, mas é a melhor maneira de começar/terminar isso tudo.. 

sábado, 2 de julho de 2011

por que assim?

Cada vez que eu me preparo pra tudo ficar como antes no meu coração, você sempre consegue fazer alguma coisa, que me faz voltar a acreditar que será possível, que iremos tentar, mas ao mesmo tempo que você está envergonhado, e, ao mesmo tempo, que você não quer.. como consigo entender?! Ainda não ouvi de você o não, mas com certas atitudes, tenho quase que escrito como um letreiro em meus pensamentos que a resposta será mesmo essa. Você tem agido de forma tão confusa, ora uma, ora outra, mas que me magoam! Não sou mais criança, consigo controlar alguns meus sentimentos, por isso talvez, você não tenha noção de que, o que você tá fazendo não me faz bem, me deixa mal, me faz chorar quando sozinha. As mesmas forças que me seguram pra não te pegar e dar-lhe um beijo; são as que me fazem controlar quando você age dessa forma. Forma tal, que eu não conhecia.Não imaginava que você fosse desse tipo, que você fosse capaz de agir assim, ainda mais comigo, que sou, antes de tudo, sua melhor amiga. E não sou apenas eu que esta dizendo que essa atitude não é de seu feitio. Até entendo se você não quiser mesmo e que talvez, essa tenha sido a maneira que você encontrou pra me dizer sua resposta, porém, pode ser mais comodo pra você, mas pra mim nenhum pouco! E que você esteja tentando manter as coisas como antes, como eu mesma pedi, mas que fica nervoso, e acaba extrapolando .. mas só peço que não tenha pena de mim, e sim, respeito. Penso até em me afastar, mas não sei se consigo ficar longe da sua amizade, que é tão presente na minha vida, mas vou tentar. Deve ser o melhor a ser feito. Não quero me magoar mais, se essa for realmente a resposta, não quero que você fique desconfortável só porque eu to do seu lado,e não quero que mude nossa amizade porque vai passar, vou me recuperar, vai passar!!

domingo, 26 de junho de 2011

você precisa dizer, pelo menos o 'não'

Mesmo não acreditando em algumas de suas palavras sobre não ter pensado sobre isso antes, que eu sei que já,  podendo ser até uma maneira de escapulir da conversa, que até respeito, porque nem eu acreditei o quão desinibida falei pra você sobre o que estava se passando, mas acho que foi por ficarmos a vontade um com o outro, a confiança, que consegui. E, acredito nas de que pensará com carinho, que não contará pra ninguém e de que temos e iremos que conversar sobre isso. Ouvi de um amigo nosso em comum que sua resposta será não. Na hora fiquei  normal, entendi. Porém depois, foi batendo uma angustia, uma vontade de chorar.. fiquei transtornada, ainda mais por saber disso por outra pessoa. Comecei a me desvincular, porém suas atitudes são muito duvidosas. Não condizem simplesmente a um alguém que vai dizer não, mas também pode ser uma maneira de mostrar que nossa amizade não vai mudar. Sei que devo me desvincular o quanto antes, mas preciso ouvir dele. Enquanto ele não vier conversar comigo, não me aquietarei. Estou tentando me desvincular, já que se a resposta for realmente não, como o esperado, será mais fácil superar e se for sim, talvez muito mais mágico, pela surpresa. Estou me esforçando, mas que eu ainda tenho esperanças, mesmo depois de ouvir um não do seu amigo, tenho. Essa incerteza é o que mais faz doer, mas é a vida. É preciso quebrar a cara as vezes pra poder aprender. Só não quero a nossa amizade acabe, ou mude alguma coisa se a resposta for mesmo um não. Agora se for sim, tenho quase certeza que vai só melhorar! Espero.

dúvida

Simplesmente aconteceu. Traços perpetuam-se em meus pensamentos e angústias a cada dia que passa, sobre o real sentimento que em mim terá nascido enfim.. Detalhes que em você  não tinha percebido, começaram a encher meus olhos de um brilho próprio, e saber que você não é meu, pendia minhas cogitações, meus ciúmes. Uma doce possessão me tomava, mas de assalto, que nem soube classificar o que era aquilo, e entender porque  entre a gente, o comum já não tava importando tanto, quanto matar a saudade por não te ter ao vivo, do meu lado, de conversar com você, de rir com você.. A confusão estava lançada. Devo ser a mestra em ter esse tipo de sentimento conturbado, mas a amizade que temos é linda, e poderia ser mais efervescente se passasse a ver do meu lado o meu mundo, o m(s)eu coração. Entendo a dificuldade de passar uma grande amiga pra um algo a mais, mas já pensou que pode ser a perfeição que você procurava? Como pode também não ser.. e talvez por imaturidade nossa, acabe com a amizade maravilhosa, mas pensaremos positivo.. até porque, se pensarmos assim, nos empenharemos muito mais pra que dê certo, pra que funcione! O carinho que tenho por você não vai mudar, e espero que o seu por mim também não mude. Pois eu não tenho certeza do que sinto, mas tenho muitos álibis pra que seja de verdade. E algumas coisas ajudaram a alimentar esse sentimento em mim, mas antes de tudo, nós somos amigos, e jamais deixaremos que isso atrapalhe. Não me perdoaria se interferisse. Estou tão confusa quanto você, mas acho que temos muito pra dar certo. Temos o que muitos casais não têm: amizade e confiança. 

sábado, 21 de maio de 2011

daughter of the moon.

The moon. I have always been drawn to it. Connected, in some inexplicable way. A silent kinship. There’s the moon, asking to stay. All my life, I’ve regarded it with a solemn reverence. For the tempestuous storm it brews. The ebb and flow. Love, lust, and longing. Sorrow and anguish. Strength and hope. Brazen resilience. An image of change. Of life itself. Birth and death and rebirth. Continuous incontinuity. Everything amounts to this enormous beauty I know I will never fully be able to grasp. In all this, the moon reflects the heart of life. The kaleidoscope flux of the soul. The moon. It’s a cause for introspection. A mirror of who I have been, and a promise of who I can become.

me sufoquei.

Eu devo ser a pessoa que mais se atrapalha com os sentimentos em uma amizade. Tenho com você uma relação linda de amizade, irmandade, que significa muito pra mim e não estou sendo clichê. Você sabe do valor que atribuo a sua participação na minha vida e que não trocaria jamais o que temos, porém isso tudo está em risco devido a mais uma das minhas confusões talvez, ou culpa do meu coração. 
Ultimamente, você tem me transferido uma impressão sua totalmente diferente, quase que inconscientemente. Não sei nem o que é que em você tem tanto me atraído, a não ser o fato de você ter as qualidades de meu melhor amigo, nos darmos tão bem, mas nada justifica essa mudança repentina do modo como tenho enxergado-lhe. E o medo de te perder é tão grande que me calo. Não quero contar-lhe nada sobre isso, até que  eu tenha certeza do que estou sentindo, ou que eu consiga esquece-lo, pra que nada mude, afinal, já esta tudo tão bom! Ou pelo menos estava, já que agora, pra mim, o melhor talvez, fosse tê-lo.
Tenho em minha mente, que você não me vê dessa forma tão fixo, que irá me ajudar a desfribilar-me dessas idéias loucas, que põe em risco uma grande amizade. 
Não sei nem como chegar e dizer-te isso tudo, até porque a incerteza me domina, e o medo me apavora, me sombreia de tal forma que talvez eu jamais abra a boca sobre isso. Não sei como tive coragem de contar pra um amigo nosso sobre isso, pondo em um desfiladeiro todas as precauções que estava tomando pra que, caso tudo o que eu sinta seja só mais uma carência humanóide passasse despercebido. 
Acho que devo encaixotar essa idéia e ir acostumando-me e desvinculando-me desse vulgo 'sentimento'. Tem   muita coisa em jogo, não sei se posso arriscar a nossa amizade por esse pseudo gostar. Talvez eu esteja sendo egoísta em me colocar nessa situação. Afinal, eu acho que ele não me vê com outros olhos. E as chances de eu fazer ele ter esse olhar por mim não são boas, já que eu já faço tudo o que posso por ser a melhor amiga dele, me importar, cuidar, se assim ele não tem esse olhar.. Preciso me desvincular. Aproveitar enquanto está no começo. Não deve ser nada isso, só porque eu senti ciúmes, saudade, .. é, não vale apena jogar essa amizade por um 'placebo' de gostar. 

domingo, 13 de março de 2011

enquanto isso..

Aparecem pessoas na minha vida, que eu já as tinha desconsiderado. Com elas foi tão bom, mas era passageiro, mas você me ligou e transformou tudo em mais divertido e significativo. Você até agora tem tudo pra ser especial, pra me fazer esquecer daquele que vivo na incerteza. Na minha fraqueza espero fortalecer-me com você. Por favor não me desaponte, você foi muito bom pra mim e tem tudo pra dar certo, a continuar sendo algo novo e relevante pra mim e transformar minha vida! Espero tanto de amanhã. Estou tão feliz com o seu telefonema, que me fez ate esquecer do que eu queria me desvincular pra não me machucar. Obrigada pelo dia em que ficamos pela primeira vez. Você não tem noção do quanto me fez bem, me ajudou, me animou. Obrigada por ligar e espero agradecer pelo amanhã também e eu vou!

sábado, 12 de março de 2011

No strings Attached!

do it.



Porque você insiste em me dizer todas essas coisas, me fazendo esquecer de tudo ao meu redor, esquecer até de mim e pensar somente em você, em como gosto de estar com você, em como eu era perto de você, em como seu jeito me move pra perto de você sem eu conseguir me coordenar.
Porque sempre acontece algo antes pra atrapalhar o que seria o nosso reencontro? Às vezes me parece ser um descaso seu, fico indignada, me revolto, me encho de ódio por ainda te esperar. Faço coisas pra tentar te esquecer, mas ai, você depois me explica seus motivos, que reais ou não, acredito e volta tudo com a mesma força ou ainda maior. Por que simplesmente não se levanta e vem se encontrar comigo, a qualquer hora pra acabar logo com essa minha dúvida sobre seus reais sentimentos e interesses? 

lets smile!


(500 dias com ela)

segunda-feira, 7 de março de 2011

alors on danse!

A felicidade exaltada, o sorriso desmedido. Cada página da vida pode ser bem escrita se houver uma dança. Basta uma música dominar-lhes o pensamento, e no mínimo, a alma balança. Épocas nas quais não se pode ficar parado. Foliões animados contagiam a todos ao seu redor, nos quais, ou dançam, ou simplesmente cantam, nem que seja por sussurros. Essa atmosfera calorenta que não impede a ninguém de aproveitar cada segundo desse momento, onde o coração entra em sincronismo e a respiração fica mais fraca, mas a emoção e o sorriso ganham vitalidade. Num espaço, o corpo pela música já contagiado, exala de tal forma na qual se expande rapidamente pelo ambiente. A vontade aparece nas mentes de todos, basta dançar!  

domingo, 6 de março de 2011

marry me?

Suas palavras mexem comigo como se eu fosse uma criança ingênua! Suas brincadeiras, suas palhaçadas e seu jeito fofo de me dizer algo sobre nós, relembrar do passado maravilhoso que tivemos juntos; seu senso de humor, me deixa confusa, se o que fala é verdade ou não. Me deixa presa num abismo de suposições sobre suas pequenas fofas e engraçadas palavras. Cada dia que passa, mais eu acredito que você me quer de volta. Porém, a cada minuto que passa, invento uma maneira de tentar fazer com que o que você diz, seja apenas uma brincadeira, que nada é real. Só mais um fruto de seu ar palhaço! 
Sou pega de surpresa durante uma conversa com essas palavras: 'casa comigo?' . E por impulso, mas ao mesmo tempo embarcando na atmosfera brincalhona, digo repito e friso que caso! E é a mais pura verdade. Não sei se estou sendo impetuosa, mas seu pedido me pareceu tão tentador, era quase o que eu pedia, mas muito mais do que eu queria! Não poderia ter sido um melhor pedido, mesmo que de brincadeira, mas foi fofo.. e mais suposições sobre a sua real intenção, me levando a loucura e ao mesmo tempo a alegria. Bolar a lua de mel, alguns detalhes, me fizeram esquecer de tudo o que você me causou e todo o sentimento renascer quase que por completo, por você denovo!

sábado, 5 de março de 2011

só um olhar.

Em meio a tanta gente, só procurava seus olhos. Em meio a tantos gostos, só procurava o seu.. Como consigo agir tão influenciada pelo 'te querer'? Porque você consegue me dominar, consegue me fazer enxergá-lo em vários rostos e ao mesmo tempo em nenhum. A falta que sua presença me traz, o sentimento redundante que sinto por você. A cada toque, que podem até ser melhor que o seu, mas nenhum me fez lembrar por mais que dois dias, imagine por quase um ano, como o seu! A esperança de que você se de conta de que eu sou quem te faz tão bem é sagaz, mas ao mesmo tempo vivo sendo perseguida pela dualidade de seus reais sentimentos por mim. A espera pela sua declaração, me fazendo surtar!

tornar-se real

First time I saw you, you took my breath away. I saw one beautiful person.. After that 
you were my dream, I wanted it to be a dream. You and me, forever. The thing is we don't even know each other, but when I look at you I just want to be with you and talk about all the things that are possible to talk about. I want to be in your arms and I want you to see me and love me. But this is still a dream. I know that we will never be together, but my heart really hope that one day, when the sun is shining, that it can be you and me. I know it's too late now that you have a girlfriend. But it doesn't matter because from what I've heard, the impossible love is the strongest. So please, see me, like I saw you for the first time. I know that you can't decide what is going to happen. It depends on destiny. I want to be your destiny. Maybe we can be more. We can be eachother's everything, like in my dreams. Because you are everywhere in my dreams. When I have a good day, it is because you were in my dream the night before. Let me be your dream. Let me be seen by you. Let me be your everything.

(egois)mo!

Finjo que estou completamente desvinculada de você. Afinal, já se passaram um bom tempo.Tento curtir a vida. Dei espaço pra outras pessoas tentarem ser a pessoa que você foi pra mim, mas quando eu achava que já tinha te esquecido, você me toma de volta. Toma meu pensamento todo pra você. Um egoísmo no qual eu não consigo desgostar totalmente. A forma com a qual você fala, age comigo, você sabe o que eu gosto.. Você tem noção da influência que tem sobre mim. As vezes me acho uma burra por ser tão sua e ao mesmo tempo não ser mais nada! Peço pra você parar, mas ao mesmo tempo quero que continue. Eu não consigo tirar você da cabeça. Não sei o que você tem que mexe tanto comigo. E não sei o porque de gostar tanto de você assim. Tento me desvincular mas você está sempre em minhas comparações. Talvez você já tenha mesmo tocado sua vida, e faz gosto de brincar comigo dessa forma, me ver derreter por suas palavras, seus olhos..deve ser divertido pra você, mas eu ainda acredito que você sinta mesmo tudo o que você fala. Não consigo acreditar que tudo o que vivemos possa ter sido esquecido, apagado de tal forma. Só espero que seja verdade tudo o que você fala. Porque quero você pra mim denovo! ''Quero agarrá-lo'' e não largar mais! 

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

you endlessly

Há pessoas que você tem tanta sintonia, que se tornam mais importantes que muitos integrantes da sua familia. Com simples gestos de carinho e compreensão vão ganhando espaço na sua vida. Dão atenção e palavras de consolo sem pedir nada em troca. Esse tipo de pessoa, vai se tornando tão indispensável na sua vida, que você deseja que ela nunca mais saia dela. Esse tipo de pessoa é mais do que amigo, são irmãos de alma, que mesmo com todas as diferenças, sejam boas ou ruins, ainda gostam de você! Entendem seu mal humor num dia ruim, ou até suas maluquices num dia animado. Te escutam sem pestanejar, dando cada vez mais apoio. Estão sempre do seu lado, não importa o que aconteça, mas se está errada também te dá bronca, mas aquela bronca que você odiaria se fosse a sua mãe falando, mas sendo ela você escuta!Enfim, essas pessoas são essenciais, devo muito a elas! Minhas melhores amigas, estão comigo sempre, nunca se esquecem de me ligar, de ficar comigo quando eu preciso ou não. Então, amigas, obrigada por tudo o que já fizeram por mim, ou farão, porque sei que nossa amizade vai ser pra sempre, ou pelo menos nas minhas lembranças, porque 'se for pra lembrar de algo bom eu sempre vou lembrar de vocês'! Vou contar para as minhas netas tudo o que aprontamos juntas, e espero que essas histórias sejam contadas com vocês do meu lado, com as suas respectivas netas e que todos possam ter uma amizade como a nossa e que a nossa dure mesmo pra sempre, é o que eu pretendo! Obrigada, amigas. 

eterno&ternura

Já passaram algumas pessoas pela minha vida, mas poucas conseguiram levar minha adrenalina ao vigor; e a cada instante que eu penso em como o tempo esta passando rápido e como cada sensação ainda posso descobrir, cada lágrima que ainda posso produzir, vou me deixando mais suscetível. 
Desde pequena fazemos planos de como queremos ser, e que iremos trabalhar mas tudo isso baseado no amor: 'Tem que se sentir bem a vontade, amar-se pra usar essa roupa', ou 'tem que se ter amor pela profissão que escolher', ou 'tem que se ter amor por seus familiares e amigos, que te amam também'.. Então, inúmeras vezes esse sentimento que rege tudo a nossa volta, por mais que talvez queiramos mantê-lo afastado, participa ativamente de nossas vidas. Tenho pensado bastante sobre esse 'Deus' de nossos corações, que é onipresente, que move a fé de muitas pessoas: o puro e simples Amor; mas eu acho que devo jogar todos os planos de criança fora e renová-los com itens nos quais eu tenha que mover-me para que ele aconteça, porque não podemos controlar o Amor. Apenas temos que ser responsáveis por vivê-lo, senti-lo e deixá-lo entrar. Assim, eu apenas quero..

''Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure'.
                                                                                     (Vinícius de Morais)

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

tentada(o)

Depois de inúmeras conversas, inúmeras coincidências, da primeira briga, ele ficou tentado a transformar tudo o que temos em algo sério, mas na insegurança do não e do desconhecido, me pergunta de uma forma um tanto contida, que me leva a dizer um talvez, que provavelmente fosse sim. Mas talvez tenha sido bom ele não ter feito a pergunta de um milhão de dólares, afinal acabamos de nos conhecer, se é que podemos chamar disso.. Estou tentada a aceitar seu pedido quando ele vier, mas ao mesmo tempo não, por motivos tão fortes além da sintonia surreal que temos, além de toda a facilidade de conversa e entrosamento perspicaz entre a gente.. Mas será que isso será o melhor mesmo? namorarmos? ainn, o pedido ainda nem veio e eu já estou surtando. Vou tentar não pensar, não deixar isso me dominar. Quando acontecer vou falar o que eu achar melhor no momento e vou embarcar nessa. Deve ser a melhor opção! Se tiver que ser vai ser! 

First.

Por um motivo bobo, ou talvez por esse meu gênio difícil, palavras mal colocadas o deixaram insatisfeito. A mim, que tinham soado tão natural, passei a pressentir que algo estava errado, que aquilo tinha o tocado de uma forma nada desejosa pra mim. Ele com palavras curtas e sem vocativos doces pra mim, foram me deixando insegura sobre o que minhas palavras tinham causado nele. Mesmo não tendo nada, não nos conhecendo a tanto tempo e por uma simples conversa de msn senti percebi que tinha o deixado magoado, (tá vendo o que você está fazendo comigo?) Então perguntei se aquilo tinha o incomodado e como eu havia previsto, tinha! Pedi desculpas, inúmeras vezes, fui doce e ele continuou com poucas palavras. Até que eu por impulso e ao mesmo tempo raivosa falei que o que eu havia dito não tinha sido tão ruim pra aquilo tudo, pra todo esse desgosto dele. Ele falou: me beija. E eu e esse meu gênio e orgulho, falei que não, que ele que deveria me beijar porque não merecia toda aquela frieza mesmo depois de eu ter pedido desculpas e ele percebido que não falei por mal. E um silêncio dominou os meus ouvidos e meu orgulho, até que ele repetiu: me beija. E eu que já estava melhorando mas não largo meu orgulho de lado falo que ele que tem que me beijar. E ele com o charme que o toma por inteiro, me beija e por esses segundos me derreto! E peço desculpas o abraço e aviso-o da nossa primeira briga, mesmo não tendo nada sério. 

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

esperando por você..

Meras coincidências talvez me fizeram enxergar um pouco mais sobre você. Ter mais curiosidade sobre essa pessoa que faz com que tudo seja uma incógnita e ao mesmo tempo tão familiar por ser tão igual a mim, parece que nos conhecemos a tempos, que temos tanta familiaridade, ou melhor dizendo, tanto entrosamento, que nos leva ao vigor de querermos estar um com outro o mais breve possível, ao mais breve instante, só por simples conversas e provocações doces. Saber apenas o quão bonito por dentro você é já me basta, porque mesmo com a aparência totalmente diferente do que tenho me envolvido, procurado, somente o seu jeitinho, as suas palavras já me fizeram derreter por você! Espero que não me decepcione porque você tem me parecido tão perfeito..

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

difícil, te deixar ir.


Dói. Dói muito todas as lembranças bonitas que me sobraram, mas eu prefiro tê-las e sentir doer do que esquecer tudo e seguir em frente como se essa história fosse um rascunho escrito num guardanapo de um bar qualquer. Se soubesse metade da saudade que eu sinto, de um grama do peso que carrego no peito quando te vejo passar, do nó que surge na garganta quando quero dizer algo a você; da saudade que você me dá. Da falta quase insuportável que eu sinto dos seus abraços, da dor na memória quando toca 'Be With You', quando vejo seu nome escrito na agenda do celular. Muita coisa me lembra você e... Eu juro que estou tentando 'te deixar ir', não te procurar, mas desculpa, eu queria ainda estar com você. Acredite, a saudade que eu sinto não cabe na palavra que a descreve. Tento te abraçar em pensamento, mas o vazio em volta de mim é tão grande que machuca.
Nunca achei que diria isso, mas... Eu sinto uma puta saudade de ouvir o seu silêncio. Esses gritos alheios de agora em nada me preenchem como você me preenchia.
Queria poder te encontrar de novo com aquele sorriso que só você tem, mas só me resta te ver caminhando por aí e se encontrando, vivendo, seguindo (como eu admiro isso), mas eu to bem, to bem aqui ainda muito perdida em você.

I. Compartilhando a Leitura

Dear John,


There's so much I want to say to you, but I'm not sure where I should begin. Should I start by telling you that I love you? Or that the days I've spent with you have been the happiest in my life? Or that in the short time I've known you, I've come to believe that we were meant to be together? I could say all those things and all would be true, but as I reread them, all I can think is that I wish I were with you now, holding your hand and watching for your elusive smile...Wherever you are and no matter what's going on in your life, when it's the first night of the full moon-like it was the first time we met-I want you to find it in the nighttimes’ sky. I want you to think about me and the week we shared, because wherever I am and no matter what's going on in my life, that's exactly what I'll be doing... I love you, John Tyree, and I'm going to hold you to the promise you once made to me. If you come back. I'll marry you. If you break your promise, you'll break my heart.
Love, Savannah. Querido John.

SMS

De uma forma tão doce e avassaladora, tem em mim entrado. Meu pensamento confuso, magoado e receoso está ficando cada vez menos cauteloso devido a sua presença. O que você está fazendo comigo? O que você tem que me deixa tão a vontade? 
Nossa maneira de nos conhecermos, as ingenuidades nossas, e pontos diferentes, que nos fazem crescer, amadurecer juntos, mesmo sendo de idades tão diferentes. Nossas similaridades nos deixam cada vez mais impetuosos, nos privando de termos timidez e nos abrirmos um para o outro. Nesse anseio por sua atenção, sua presença, meus dias vão passando, mas as noites vão sendo preenchidas por longas conversas, que me prendem, ignoram meu sono e incendeiam a minha curiosidade por você. E você que é totalmente diferente do que eu estava acostumada, me deixou confortável com sua presença, sua descoberta, mas ao mesmo tempo desconfortável, por ser um alguém tão incomum. Talvez seja uma ótima maneira de começar o ano, uma ótima característica pra que de certo, afinal, como você mesmo disse, você é normal, mas acho que é isso que me faltava. Não quero ser precipitada, mas com esse seu jeitinho, em tão pouco tempo tem me tomado! Você me surpreende. Tão ocupado, arranjou um jeito de entrar rápido no msn, pra simplesmente ''me mandar um beijinho''. Passei o dia todo esperando por você, no msn, por uma simples mensagem no celular, talvez. Um algo que traria meu brilho no olhar de novo, desde que você apenas deu uma saída, totalmente compreendida, você faz melhor!E é assim que você vai me sequestrando o pensamento. De  ''mancinho'' e tão docemente vai burlando meus principios, mas eu estou adorando. 

make someone love you

His hair, flys perfectly without him trying. His eyes, shine perfectly when he’s smiling. He took my perfume, sprayed it on himself and said, “so I can smell of you”.I melted. I never really wanted to think I was in love with him, I just thought I want what I cant have, but no, now I know without a shadow of a doubt. I’m in love with him, and if it’s possible to love someone more everyday, I love him more everyday. I hate him. I hate him so much, I loathe his being. And yet I cant help myself, i'm like putty in his hands, I want to hug him, kiss him, hold his hand, I want to feel the beat of his heart, his warm touch next to mine. And yet all of these things are impossible. For now. I’ve set myself a goal, I’m not going to give up without a fight. I know that at least if I don’t give up, I will be able to accept defeat if the time comes, if I try my very hardest. But I know that in the end, you can't make someone love you. So I’ll wait. 
Always.

(re)começo

''Ano novo, vida nova, tudo novo!'' Assim eu espero! 
De férias, ô maravilha, torço pra que a de vocês estejam boas também, vou postar com menos frenquência, me desculpem-me, mas com bastante vigor! Obrigada, gente! 
Feliz Ano Novo! :D
Related Posts with Thumbnails