quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Barroco.

De uns tempos pra cá, ando sobrecarregada de metáforas, antíteses, hipérboles e alegorias. O cultismo tem me dominado. Tão dramática! Tenho contrastes entre luz e sombra. Com tantas curvas, drapeados, gestos, emoções, dourados, o renascimento em mim desaparece. Como uma pérola irregular, vivo marcada pelo jogo de idéias de como terei que viver essa vida terrena efêmera, preciso gozá-la, carpe diem, afinal o tempus fugit! O que farei? Vou ou não vou? Será que desfrutar aflingirá meus princípios, minha salvação? Acho que estou tão barroca, ultimamente!  



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails