sexta-feira, 10 de setembro de 2010

vivendo.

Expectativa traz nervosismo, frio na barriga e milhões de borboletas no estômago, se ela for muito grande até nos tira o ar e quando não ocorre o que desejamos vem a decepção. Decepção por não ter tentado, por ter esperado demais, por querer demais e não ter conseguido passar da utopia. Deveríamos criar expectativas só em nós, em o que conseguiremos e devemos fazer. Precisamos pedir menos dos outros e mais de nós e assim não criaremos grandes sonhos sob pequenas pessoas e para nos arrependermos. Arrependimento também deveria ser coisa do passado, com tanta tecnologia, a vida seria mais fácil se tivesse um aparelho que mostrasse que estamos errados, mas enquanto não existe vamos sendo guiados por intuições e crenças. Mas voltando pro assunto do texto, a decepção nos torna amargos, frios e calculistas, criamos escudos para proteger o coração para que não ocorra outra. Acontece que muitos confundem amor próprio com vingança e tenta a todo custo reconquistar a auto-afirmação que perdera na desilusão. Acontece que, não é assim a vida, ela não espera o pior de nós, nada ocorre para virarmos monstros infelizes e sem esperança das coisas. Tudo é uma questão de balancear, que, bem, ninguém sabe a fórmula secreta pra isso, mas penso que conseguindo viver conseguiremos.


-
Bruna Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails