domingo, 19 de setembro de 2010

pra te dizer.

Sabe, eu queria poder te dizer muitas coisas. Queria te dizer que você me vem à cabeça muito mais do que imagina. Que se eu fechar os olhos consigo te descrever totalmente, e que tal você também tentar? Que suas sentenças usuais, convites camuflados, dicas musicais flutuam na minha cabeça durante horas a fio. Que eu demoro nas respostas porque preciso ter a certeza menos incerta de que as palavras são as corretas, ainda que não as melhores, pois estas sempre somem quando mais preciso delas. Queria poder ser engraçada, fazer você sorrir por uma piada sem graça, que fosse. Queria citar alguém importante, uma música bonita ou uma influência interessante. Queria usar meu discurso coloquial cool ou falar difícil como todo mundo diz que eu faço. Queria mostrar meus textos, sem a obrigação de você me dizer que são bonitos. Queria poder sacar de alguma coisa que você não, uma troca quem sabe? Queria ter alguns traços mais finos, outros mais curvos, alguns estruturados para aumentar minhas formas. Queria não ser tão séria, ter um insight sem pensar demais, usar uma metáfora para te deixar sem palavras como você faz comigo. Queria que meu mundo fosse muito mais amplo e ilimitado. Que meus conhecimentos artísticos culturais cósmicos irrelevantes pelas metades fossem mais profundos. Queria não ter medo. Não ter medo de você não gostar de mim, ou até mesmo de você gostar um pouquinho de mim. Queria ser mais. Queria ser muito, muito mais. Nivelar contigo. Queria fazer alguma diferença, ter algum valor, algum espaço. Queria te tirar o fôlego. É uma pena.



-
Bruna Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails