terça-feira, 21 de setembro de 2010

por que você ainda me engana?

você fala palavras doces. Fala o que uma mulher quer ouvir, me confunde totalmente. Não sei qual a sua real intenção, não sei qual o seu real sentimento, seu real interesse. Do nada você volta a falar comigo de uma forma diferente, demonstrando interesse, canta musica pra mim, fala coisas bonitas, me elogia, diz que esta com saudade, que quer sair comigo. Será por que ? Está com saudades mesmo? 
Poxa, muito estranho isso. Parece que só me procura quando está afim. Na hora que quer. Não é assim que a banda toca não, sinto em lhe dizer! Eu segui a minha vida. Como você deve ter seguido a sua. Mas não é só chegar e falar coisas bonitas, e dizer que esta com saudade, que eu vou cair em seus braços! Posso até te dar uma chance, mas tenho que pensar bastante. Por que eu gosto de estar com você, gosto do seu beijo, mas não gosto desse galinha, no qual se transformou, ou eu não conhecia. E tem outro alguém, que tenho que pensar também. Ele merece uma chance, e ele também mexeu comigo.
Mas confesso que achei muito estranho essa sua mudança repentina de atitude. Do nada volta a demonstrar interesse em mim... O que houve ? As mulheres não estavam te querendo? Viu que não tem tanta moral assim, e ai resolveu abaixar a orelhinha e voltar pra quem GOSTAVA de você? Melhor pensar bem! Mas se for verdadeiro, irei escutar você e pensar com carinho no seu caso, na sua proposta. Mas não prometo nada! Você vacilou bastante, e quando eu quis te dar outra chance você não quis, e agora eu tenho que te dar outra chance só por que você quer agora? hummm, acho que não!
Olha só o que você fez, agora desconfio de todo e qualquer sentimento seu ...


-
Bruna Carvalho
    

domingo, 19 de setembro de 2010

colored

Porque quando fecho os olhos, é você quem eu vejo; aos lados, em cima, embaixo, por fora e por dentro de mim. Dilacerando felicidades de mentira, desconstruindo tudo o que planejei, abrindo todas as janelas para um mundo deserto. É você quem sorri, morde o lábio, fala grosso, conta histórias, me tira do sério, faz ares de palhaço, pinta segredos, ilumina o corredor por onde passo todos os dias.


-
Caio Fernando Abreu

pra te dizer.

Sabe, eu queria poder te dizer muitas coisas. Queria te dizer que você me vem à cabeça muito mais do que imagina. Que se eu fechar os olhos consigo te descrever totalmente, e que tal você também tentar? Que suas sentenças usuais, convites camuflados, dicas musicais flutuam na minha cabeça durante horas a fio. Que eu demoro nas respostas porque preciso ter a certeza menos incerta de que as palavras são as corretas, ainda que não as melhores, pois estas sempre somem quando mais preciso delas. Queria poder ser engraçada, fazer você sorrir por uma piada sem graça, que fosse. Queria citar alguém importante, uma música bonita ou uma influência interessante. Queria usar meu discurso coloquial cool ou falar difícil como todo mundo diz que eu faço. Queria mostrar meus textos, sem a obrigação de você me dizer que são bonitos. Queria poder sacar de alguma coisa que você não, uma troca quem sabe? Queria ter alguns traços mais finos, outros mais curvos, alguns estruturados para aumentar minhas formas. Queria não ser tão séria, ter um insight sem pensar demais, usar uma metáfora para te deixar sem palavras como você faz comigo. Queria que meu mundo fosse muito mais amplo e ilimitado. Que meus conhecimentos artísticos culturais cósmicos irrelevantes pelas metades fossem mais profundos. Queria não ter medo. Não ter medo de você não gostar de mim, ou até mesmo de você gostar um pouquinho de mim. Queria ser mais. Queria ser muito, muito mais. Nivelar contigo. Queria fazer alguma diferença, ter algum valor, algum espaço. Queria te tirar o fôlego. É uma pena.



-
Bruna Carvalho

secreta harmonia

Eram bonitos juntos, diziam as moças. Um doce de olhar. Sem terem exatamente consciência disso, quando juntos os dois aprumavam ainda mais o porte e, por assim dizer, quase cintilavam, o bonito de dentro de um estimulando o bonito de fora do outro, e vice-versa. Como se houvesse entre aqueles dois, uma estranha e secreta harmonia.

-
Caio Fernando Abreu

abraçar = beijar de corpo inteiro!

nossos lábios nunca foram tocados, mas nos acariciamos, seguramos as mãos um do outro, sorrimos um para o outro, olhamos um para o outro e nos abraçamos, que segundo algumas fontes é como se beijasse o corpo inteiro! Então, em que nível estamos? Que tal aumentarmos um nível, passarmos de fase ? Faça alguma coisa poxa, não posso enfrentar o chefão sozinha! u.u


-
Bruna Carvalho

weakness

Você tem o poder de cutucar justamente o meu ponto de fraqueza, me faz derreter com o seu toque, seu olhar, seus lábios, sua voz, suas palavras, seu carinho .. Impressionante isso! Mas ao mesmo tempo, tem o poder de me deixar confusa sobre seu real sentimento, mesmo enquanto todos que observam de fora dizem que você gosta de mim, eu não consigo me sentir segura em relação ao seu sentimento. Me sinto segura em seus braços, mas não sobre o que realmente sente por mim! 
Demonstrar mais do que eu já demonstrei, tenho certeza de que você sabe o que eu sinto. Então tem medo de que ? Se você também está afim, aja! Por favor! Não quero desperdiçar tudo que vivemos, e poderemo viver juntos, por que você demorou pra chegar, se abrir pra mim, e aí outra pessoa apareceu! E apareceu, e confesso que mexeu comigo também. Remoeu um assunto do passado, que foi muito bom pra mim. E a proposta também é boa, mas eu quero algo novo! Mas estou cansando de te esperar! Se você não agir logo, a fila vai andar, e mais uma chance para o passado irei abrir. Então se gosta de mim, se sente algo mais intenso como eu, crie coragem, tome a iniciativa! O tempo está passando! 


-
Bruna Carvalho  

será que é carma?

Mesmo nome, mesma cor dos olhos, mesma cor do cabelo .. tantas coisas em comum, mas ao mesmo tempo tão diferentes! Não sei o passado merece uma nova chance, não sei se o presente merece mais um tempo..Estou tão na dúvida!
O toque dos dois consegue despertar o melhor de mim, os dois me olham de formas tão ternas, falam coisas tão lindas, me encantam de formas diferentes, mas que mechem comigo! Estão me deixando louca!
Quero os dois pra mim, tem essa opção?
Ah seu eu pudesse ficar com os dois, seria um triangulo amoroso muito intenso. Mas acho que eu iria sair muito cansada disso tudo, saciar os dois, que são tão intensos, fortes e amantes. Deve ser por isso que não poderia acontecer esse triângulo amoroso. Mas escolher um é muito difícil pra mim, e sem machucar o outro, que também significa muito pra mim .. omg! Não sei o que fazer :S




-
Bruna Carvalho

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

falas de filmes lindas *-*


“I do know that if I don’t ask you to be mine, I’ll regret it for the rest of my life” 
[Runaway Bride]


“I love that you get cold when it's seventy degrees out. I love that it takes you an hour and a half to order a sandwich. I love that you get a little crinkle above your nose when you're looking at me like I'm nuts. I love that after I spend a day with you I can still smell your perfume on my clothes, and I love that you are the last person I want to talk to before I go to sleep at night.”
[When Harry Met Sally]


“I think I’d miss you even if we’d never met.” [The Wedding Date]


“You had me at hello.” [Jerry Maguire]



Bruna Carvalho

we both know

Poder contar um com o outro é algo importantíssimo para se definir uma amizade, com você tenho isso e muito mais. Se não tiver um algo mais entre nós, fico satisfeita em ter somente sua amizade, como já a tenho. Essa irmandade inexplicável e fora do comum, já vale muito apena! Obrigada pro tudo que você já fez por mim, sempre do meu lado pra me apoiar, me escutar, me fazer sorrir. Nosso trio é para sempre, indestrutível, inabalável! A gente sabe que com o outro pode contar, que é amizade forte, mesmo!


-
Bruna Carvalho

your strongest love ?

Eu ainda não tenho certeza do que sinto por ele, simplesmente não sei. Minhas amigas, dizem que eu sou maluca por ainda não ter certeza do que sinto, já que escrevo tantas coisas bonitas, falo, penso tudo sobre ele! Mas não tenho certeza de que isso seja amor, paixão, sei lá. Talvez eu esteja gostando da idéia de ter alguém direito, compreensivo, amigo, leal, engraçado .. do meu lado, ou talvez eu esteja realmente gostando dele. 
Acho que essa dúvida é por que somos muito amigos, tenho medo de estar confundindo os sentimentos de amizade, ou de algo mais. Desde o inicio da amizade, achava-o bonito, antes de conhecê-lo bem e virarmos amigos, tinha interesse em ficar com ele, por ser bonito .. Mas depois, que comecei a conversar, virar muuuuito sua amiga, esse sentimento foi meio que esquecido. Não por me desinteressar por ele depois que o conheci, mas sim, por sermos tão amigos, nos divertimos muito juntos, contarmos coisas um pro outro, grandes amigos mesmos.
Até que me falaram que achavam que ele estava afim de mim, mas que pra ele eu só o via como amigo. Foi ai o baque, comecei a pensar constantemente, a duvida reinava, se seria uma boa idéia tentarmos, se ele realmente achava isso, se, se e se! A partir daí, algo mudou aqui dentro e agora não sei o que faço. Se vale apena tentarmos, investirmos nisso. Todos dizem que faríamos um ótimo casal, que daria muito certo, que ficamos fofos juntos, que a nossa grande amizade só ajudaria no relacionamento. Bom, isso eu concordo, mas o problema é saber que todos os gestos que ele tem tomado, as carícias são provenientes de um sentimento mais profundo, ou não. Talvez eu seja maluca, como minhas amigas dizem, por não ter certeza ainda dos sentimentos dele por  mim com tudo que ele faz, ou talvez não!
Só espero que se for algo mais, além da amizade, que seja forte, intenso somente se for correspondido! Por favor!

-
Bruna Carvalho

reconforto.

Saber que irei te ver é o que me faz ir pra escola, acordar cedo todo dia. Saber que você estará lá, com esses seus olhos verdes tão ternos, me ajudam de tantas formas. Impressionante, como alguém como você, pode exercer tanta influência em mim. Impressionante, como seu toque me arrepia toda. Impressionante, como sua voz me acalma. Impressionante como me desvinculo  de tudo, e me dôo, me transporto como que por osmose. Essa sua mania de pegar na minha mão, me fazer ficar pertinho de você, parece até provocação. Luto contra o seu cheiro, que mais me parece uma tática, uma armadilha de um predador para atrair sua presa pra perto. Deitar-me ao seu lado, embrulhada em seus braços, com as luzes apagadas, fez do mundo um lugar vazio, somente nós dois e nossas carícias. Nada mais importava. Ficar olhando pra você poderia ser a melhor idéia, mas naquela hora,  fechar os olhos me parecia a melhor opção, talvez para captar com mais precisão seus carinhos, talvez para fixar melhor cada detalhe em minha mente, talvez por seu carinho, tão gostoso, me dar vontade de dormir, dormir ao seu lado, pra sempre!


-
Bruna Carvalho 

sábado, 11 de setembro de 2010

tend to stare

você tem o poder de puxar meus olhos, puxar pra você, puxar pra seu sorriso, seus lábios.. Me fazendo viciar, me tendendo a olhar pra você constantemente, me hipnotizando com esse seu jeito calmo e despreocupado de ser, esse otimismo de que tudo vai ficar bem, essa sua tranquilidade. Desculpe-me se não me canso de olhar para esse verde, se não consigo me desprender de seu rosto. Desculpe-me.


-
Bruna Carvalho

Heartbeat

Já estou começando a me acostumar a sentir as palpitações do meu coração mais intensas quando estou perto de você; a sentir o frio na barriga quando se aproxima; a sentir minha pele arrepiada depois de você tocá-la. Interessante que esse seu olhar profundo gera em mim algo tão intrínseco, que me faz querer sentir mais e mais. Acho que você é um vício pra mim! 


-
Bruna Carvalho

amor*Amor

para Platão, existiam dois tipos de amor: o Amor, que  não precisava tocar, explicar, apenas existia na idéia, na mente, no pensamento, à distância, apenas sentir o amor já bastava; e o amor: que era preciso se ver, tocar, sentir, um amor sexual. Desse primeiro, Amor que saiu a expressão 'Amor Platônico'. Mas será que ele estava certo em dividir o amor ? Afinal, sentir o amor é algo nitidamente bom, mas sentir a pessoa que ama é algo tão maravilhoso, tão forte, tão revigorante, tão satisfatório; E enquanto se ama, se quer os dois tipos de amor, de uma forma tão inexplicável, mas queremos! Mas se é para eu escolher, me enquadrar em um desses, prefiro o amor, porque quero a pessoa que amo do meu lado, quero senti-la, cheirá-la, amá-la de perto; e, tê-la em pensamento, sempre terei. Lembrarei sempre do seu toque, do seu sabor, do seu perfume, da sua beleza que meus olhos captaram e não resistiram. Por isso, que amor platônico, que nada! Quero o meu amor do meu lado!   


-
Bruna Carvalho       

'amizade colorida' que virou amor.

Amizade verdadeira, bonita, mas que com o tempo foi se tornando forte, tão forte que os dois não se desgrudavam, confidenciavam tudo. Então, ele começou a namorar; e ela continuou sua amiga, mas com o tempo foi percebendo que o que sentia por ele já não era a mesma coisa, começou a sentir falta, ciúmes, se encatar com as coisas que ele falava, mas mesmo assim não falou nada, não tentou acabar com o namoro dele com a outra nem nada, até porque ela era sua amiga também, ela abdicou da sua felicidade pela deles. Os casal estava aparentemente bem, mas ele estava fatigado das crises de ciúme da namorada, de algumas atitudes que ela vinha tomando. E a amiga sempre ali, pra consola-lo, evitar que terminem, sempre dando apoio, mesmo que contra aos seus reais desejos, mesmo que a fizesse infeliz. Muitas brigas foram ocorrendo, e ele estava farto. Foi a um show onde acabou traindo a namorada, porém ela não descobriu somente a sua irmã, mas ele pediu pra ela não contar, e ela não contou. Então ele tentou terminar com ela, mas acabaram voltando rápido. O tempo ia passando, e ele começou a sentir alguma coisa pela amiga também, estava confuso, estava insatisfeito com o namoro, mas mesmo assim não terminou .. passado um tempo, ele já de saco cheio, terminou, a menina ficou super mal, e a amiga dele ajudou-a também, mesmo gostando dele. Passado menos de uma semana saíram pra jantar fora, ele a ex e uns outros amigos e depois foram pra casa de um amigão dele. No dia seguinte, voltaram os mesmo pra casa do amigão dele, e lá ele teve uma recaída com a ex. Pois a relação deles é puramente carnal, e já da amiga ele gosta realmente.
Suas amigas sabem que ele gosta mesmo da amiga, tentam a todo momento juntá-los. Foi então que um decidiu se abrir para o outro, e contar o que estava sentindo, mas não foi tão fácil assim, muitos momentos orquestrados pelas respirações e regidos pelo silêncio dos lábios, mas no meio de tudo isso os olhos brilhantes, coração disparado atuava. Foi então que um beijo aconteceu, e pra eles parecia que nada mais importava, nada mais daria errado, nada mais os impediria, nada mais deixaria o amor deles contido. E depois de minutos entrelaçados, sorrisos se postam em cena. E agora, realizados por terem o que queriam: um ao outro, eles manteem constante em seus rostos o sorriso, o brilho no olhar, e em sua mente sonham  a todo momento, com cada instante daquele dia, a cada instante que passaram juntos, sonham, sonham e sonham. Atualmente, eles escondem o que estão sentindo, para não magoar a ex, mas  muitos já estão suspeitando, afinal é difícil conter esse amor tão intenso, tão vivo dentro deles. Em breve, muito em breve, esse amor irá se propagar e então os dois iram sorrir cada vez mais, irão se acariciar cada vez mais para saciar a falta que o outro lhe fazia, em todo esse tempo. 


-
Bruna Carvalho

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

pontos cardeias.

O que me atraiu em você foi de uma forma tão inconstante, repentina e confusa. Para facilitar a  descrição de cada detalhe que me fisgou o olhar, adotei o termo 'pontos cardeais', afinal você que irá me guiar agora, será minha bússola, no passeio pelo seus braços, sua pele, seu corpo.. No norte, seus olhos verdes/azuis que me hipnotizam enquanto falo, sua boca que me dá vontade de tocá-la com a minha; no leste sua pele sua mão, que me faz querer segurá-la pra sempre, principalmente enquanto dormir ao seu lado; no oeste seu braço, seu ombro que me faz querer estar deitada nele, enrolada por seus braços e esquecer o que acontece no mundo lá fora; no sul seu abdômen definido, sua barriga onde eu poderia dormir sossegada e protegida.
Bom seria, se eu pudesse desfrutar de todas essas atrações em um único só lugar, de uma unica vez, e poder repetir e repetir. Não seria perfeito: eu com a cabeça encostada no seu ombro, deitada sobre você, você me abraçando e segurando a minha mão, e me desse um beijo e que depois dele eu poderia dormir tranqüila, que  seus olhos estariam me olhando, me guardando.


"There is no charm equal to tenderness of heart."
                                                   (Jane Austen)


-
Bruna Carvalho

alma com pés valentes

Caminhei por vários caminhos, várias direções. Admito: nem todas certas, mas das erradas retirei ensinamentos bastante profundos, o que me fizeram amadurecer, dar tempo ao tempo, formar o eu que faltava nessa carcaça de ser. Amadurecer perante os caminhos que trilhei, e amadurecer perante ao ensinamentos que deixei. Cada passo devagar, influenciou na minha busca pela minha totalidade, minha realização. Não realizei minha potência ainda, mas em busca dela estou. E desistir jamais! Não dou passo maior que a perna se sei que não vou alcançar, e isso não é falta de esperança em mim, e sim realismo. Afinal, 'cada um sabe onde mais aperta seu calo' não é ? Pois então, sigo minha trajetória de forma que evito machucar quem eu amo, mas às vezes me privo de algumas coisas, talvez por medo, ou insegurança, ou por desconfiança, ou por timidez para não me machucar. Meus passos são calculados, mas não deixo de me arriscar! Mas se preocupar com o onde que se está pisando é altamente necessário, porque se não, todo sacrifício que você fez pode ir todo por água a baixo.
Então não seja tão impulsivo. Tenha impulsos, mas quando não se tem risco de perder algo muito grade, valioso e irrecuperável!





"Meu caminho é feito de uma alma com pés valentes, mesmo quando cansados arriscam mais um passo. É essa doce valentia que me trouxe até aqui."  
                                                                                          (Ana Jácomo)
-
Bruna Carvalho

seu sorriso.

Eu não posso controlar. É automático. Seu sorriso acelera meu coração. O calor do seu olhar me faz  derreter.

-
Bruna Carvalho

vai passar, tu sabes que vai passar..

''Vai passar, tu sabes que vai passar.Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe? O verão está ai, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada " impulso vital ".
 Pois esse impulso às vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento te supreenderás pensando algo como " estou contente outra vez ". Ou simplesmente " continuo ", porque já não temos mais idade para, dramaticamente, usarmos palavras grandiloquentes como "sempre" ou "nunca". Ninguém sabe como, mas aos poucos fomos aprendendo sobre a continuidade da vida, das pessoas e das coisas. Já não tentamos o suicidio nem cometemos gestos tresloucados. Alguns, sim - nós, não. Contidamente, continuamos. E substituimos expressões fatais como "não resistirei " por outras mais mansas, como "sei que vai passar".
 Esse o nosso jeito de continuar, o mais eficiente e também o mais cômodo, porque não implica em decisões, apenas em paciência. Claro que no começo não terás sono ou dormirás demais. Fumarás muito, também, e talvez até mesmo te permitas tomar alguns desses comprimidos para disfarçar a dor. Claro que no começo, pouco depois de acordar, olhando à tua volta a paisagem de todo dia, sentirás atravessada não sabes se na garganta ou no peito ou na mente - e não importa - essa coisa que chamarás com cuidado, de "uma ausência".
E haverá momentos em que esse osso duro se transformará numa espécie de coroa de arame farpado sobre tua cabeça, em garras, ratoeira e tenazes no teu coração. Atravessarás o dia fazendo coisas como tirar a poeira de livros antigos e velhos discos, como se não houvesse nada mais importante a fazer. E caminharás devagar pela casa, molhando as plantas e abrindo janelas para que sopre esse vento que deve levar embora memórias e cansaços. Contarás nos dedos os dias que faltam para que termine o ano, não são muitos, pensarás com alívio. E morbidamente talvez enumeres todas as vezes que a loucura, a morte, a fome, a doença, a violência e o desespero roçaram teus ombros e os de teus amigos. Serão tantas que desistirás de contar. Então fingirás - aplicadamente, fingirás acreditar que no próximo ano tudo será diferente, que as coisas sempre se renovam. Embora saibas que há perdas realmente irreparáveis e que um braço amputado jamais se reconstituirá sozinho. 
Achando graça, pensarás com inveja na largatixa, regenerando sua própria cauda cortada.(...)''


-
Caio Fernando Abreu. Inconfundível.

com você

Com você estou sempre sem chão, me sentindo nas alturas, entre onde saí e onde quero chegar, o que sou e o que fui. Não sinto fome nem medo, meu refugio é o seu olhar. Sua presença, seu cheiro, seu jeito, seu toque e nossas conversas intermináveis quando nos encontramos fazem meu mundo parar… Sinto calafrios, borboletas no estomago, meus dias são mais bonitos e as noites mais quentes, não tenho mais aquele olhar de tristeza, as chuvas e canções tristes não me fazem mais recordar o que lutei para esquecer e são sensações tão fortes e boas que me fazem querer dar um pulo no futuro e saber como será com você. No fundo é tudo muito estranho e novo e não sei ao certo como explicar, somente sei que não queria sentir, mas sinto. Não queria olhar, mas olho. Não queria amar, mas ACHO que já te amo.


-
Bruna Carvalho

vivendo.

Expectativa traz nervosismo, frio na barriga e milhões de borboletas no estômago, se ela for muito grande até nos tira o ar e quando não ocorre o que desejamos vem a decepção. Decepção por não ter tentado, por ter esperado demais, por querer demais e não ter conseguido passar da utopia. Deveríamos criar expectativas só em nós, em o que conseguiremos e devemos fazer. Precisamos pedir menos dos outros e mais de nós e assim não criaremos grandes sonhos sob pequenas pessoas e para nos arrependermos. Arrependimento também deveria ser coisa do passado, com tanta tecnologia, a vida seria mais fácil se tivesse um aparelho que mostrasse que estamos errados, mas enquanto não existe vamos sendo guiados por intuições e crenças. Mas voltando pro assunto do texto, a decepção nos torna amargos, frios e calculistas, criamos escudos para proteger o coração para que não ocorra outra. Acontece que muitos confundem amor próprio com vingança e tenta a todo custo reconquistar a auto-afirmação que perdera na desilusão. Acontece que, não é assim a vida, ela não espera o pior de nós, nada ocorre para virarmos monstros infelizes e sem esperança das coisas. Tudo é uma questão de balancear, que, bem, ninguém sabe a fórmula secreta pra isso, mas penso que conseguindo viver conseguiremos.


-
Bruna Carvalho

promessas.

Não são todas as pessoas que podem fazer promessas, algumas delas não sabem nem seu sentido e diz um “te juro” da boca pra fora, iludindo e magoando as pessoas como se fosse banal. Todos sabem que se prometemos algo temos que ir até ao fim e atire a primeira pedra quem nunca deixou uma promessa passar despercebida ou ate mesmo esquecida pela vida. De amor eterno até estudar mais no próximo semestre, não importa, fazemos cada vez mais promessas inalcançáveis. E não é porque você não o ama ou não se importa com as notas. Nós mudamos e nossos desejos também. O que é intenso hoje, amanha pode não fazer nenhum sentido e mais uma promessa é quebrada. Pensando nisso, lembrei daquelas amizades eternas de colegial em que nada nem ninguém separa,  mas um dia um muda de cidade ou de escola e a amizade não é mais a mesma. Talvez o tempo seja o grande culpado ou nós mesmos porque se pensássemos mais nas promessas, nas suas gravidades e se podemos cumprir, com certeza teríamos mais cumpridas do que abandonadas. Então, tento jurar menos as coisas para as pessoas porque pior do que me magoar é magoar os outros.


-
Bruna Carvalho

desconhecido.

Esse amor desconhecido, obsessivo, subjuntivo tomou-me por completo. Apaixonei-me por tudo em você, seu cheiro, suas manias, suas verdades, suas mentiras, seu jeito rude, sua pele doce. Me iludo todos os dias. Acho que essa ilusão me deixa viva.


-
Bruna Carvalho

a poesia no seu corpo




 A poesia no seu corpo é a mesma dos poetas, é a mesma de anos que evoluiu, é a mesma que acaba com minhas canetas, é a mesma que vai pro meu blog. Porque só você me inspira, só nos seus olhos eu encontro as palavras certas, para me perder novamente.


-
Bruna Carvalho

reflexo*reflexivo*reflexão

Parei pra refletir em como sua presença me fazia bem, em como me sinto aliviada, segura ao se lado, em como seu jeitinho me encanta. 
Parei pra olhar-me no espelho após um dia maravilhoso com você, e me deparei com uma luz, um brilho que me fazia sorrir, me fazia bonita. Cada minuto que se passava, e eu ali, a me observar, incessantemente mais me fazia querer aproveitar esse sentimento, mais me fazia querer prolongar isso em mim. E, incrivelmente, cada detalhe do dia ficava presente em minhas lembranças, e eu adorava isso. Lembrava de coisas engraçadas, de carinhos, e sorria, sozinha, pois parecia que estava vivendo tudo outra vez. Mas em minha mente também se alojava a insegurança, de saber se sentia mesma coisa, se pensava nas mesmas coisas. E com esse assombro em mente misturado a tantos momentos bons, fui dormir, fui sonhar, fui talvez achar a resposta que eu queria ouvir: que você também estava pensando em mim.

-
Bruna Carvalho

rotina amiga

Tenho vivido de uma forma tão intensa, tão atarefada. Fico alucinada com tantas coisas pra fazer, com tantas coisas pra lembrar. Uma rotina que impregna minha roupa, minha sombra, minhas lembranças, meus sorrisos. Uma rotina que me faz esquecer de um alguém, que sempre está comigo impregnado nele. Uma vida cheia de provas, testes, trabalhos, deveres, responsabilidades, que me fazem deixar os olhos presos em livros e cadernos, e me fazem esquecer de perceber os olhos de alguém que se importa comigo, que sempre que eu, por milésimos tirava os olhos das responsabilidades, vinha me agraciar com sua presença, sua compreensão, suas palavras, ou até mesmo seu toque. Me fazem esquecer de olhar para os verdes mais lindos da paisagem. Talvez, essa rotina esteja certa em me privar desse horizonte, sabe se lá, se ali eu ei de encontrar meu vício (?)  E agora, mais do que nunca, tenho que manter meus pés no chão, e talvez com esse olhos eu teria forças para romper a minha inércia e voar, flutuar, me desconectar ..


-
Bruna Carvalho
Related Posts with Thumbnails