terça-feira, 20 de julho de 2010

I never knew what love was for

Eu nunca acreditei em destino, assim como também não acredito que as coisas aconteciam por coincidência, desde o começo eu sempre me prendi a uma historia antiga, que já não era tão antiga, já que eu fazia o favor de lembra-la sempre. Eu sempre tive o coração muito resistente, de fato eu atrapalhei muito minha vida por motivos sem sentido, eu sempre gostei de romances assim como os do cinema, mais por dentro eu sentia um ódio, sim, um ódio que era meio de leve, como se fosse inveja, é claro que eu não iria encontrar alguém totalmente igual ao mocinho do filme, já que a maioria deles não eram baseados em fatos reais, e sim uma suposição que o autor fez da perfeição, do casal perfeito e de uma vida perfeita, não que eu ache impossível, eu realmente sonho que um dia minha vida seja, não perfeita, mais sim do jeito que eu desejo. Eu por mais que me iluda, sou bem realista, e isso pra mim é uma qualidade ótima, eu sei bem como encarar a verdade, eu sei enfrentar a realidade, mais também sei que entendo tudo de uma forma diferente, uma forma só minha. Talvez na parte sentimental da vida. Eu sempre tive dupla personalidade, por um lado o meu medo de sofrer sempre foi maior, mais eu pensava se o amor é algo tão magnifico porque eu vou sofrer quando amar alguém? Isso é uma pergunta difícil de ser respondida, eu já tentei, mais até hoje não compreendi, mais acho que sempre haverá amores nos quais agente irá sofrer, agora se iria valer a pena, aí eu já não sei. Por outro lado, eu sempre tive vontade de encontrar o amor da minha vida, alguém que cuidasse de mim e tal, eu não acho isso impossível. Esse amor um dia irá chegar, e será intenso, verdadeiro e pra sempre. I hope!


-
Bruna Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails