domingo, 2 de maio de 2010

mãe, te amo.

Não amo simplismente por toda noite me dar um beijo de boa noite, ou fazer minha sobremesa preferida. Não amo apenas por comprar aquilo tal que eu tanto queria ou me buscar no colégio sempre que podia. Não amo apenas por comprar meu chocolate ou a roupa que queria. Mas te amo porque no primeiro instante em que me viu, me amou imediatαmente, com todas as forças que podia e não podia, e me alimentou de amor e alegria. E hoje eu só posso dizer que sonho em ser metade do que és, um dia.
                            

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails